sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Estuda, tchê: Literatura Escrita

Viu só!?
Prometi pra vocês que não ia sumir... e por aqui estou eu de novo :)

E como férias é o período ideal pra colocar aqueles estudos "extras" em dia, o Cantinho Gaúcho te dá uma ajudinha!
Vem comigo?

LITERATURA ESCRITA 

PASQUIM OU PISQUIM
Em sua maioria, periódicos que criticam, protestam e atacam o governo e autoridades locais, veiculado de maneira velada e sorrateira.

CARTA CORRENTE OU CORRENTE
Pequeno texto cuja finalidade é transitar pelo mundo, atingindo o maior número de pessoas. Usualmente, para estimular a corrente, o texto contém punições para quem interrompê-la e recompensas para quem continuá-la.

LEMAS DE CAMINHÃO
Sentenças, ditados e refrões escritos em pára-choques, carrocerias ou pára-lamas traseiros de caminhões (herança transplantada dos barcos e carroças).

GRAFITE
Do italiano grafitti, são frases, mensagens, desenhos e outros pintados em muros ou paredes de vias públicas.

FÓRMULAS PARA NÃO VENDER FIADO
Frases e quadrinhas utilizadas por negociantes para desestimular os clientes a comprar fiado.

ORAÇÕES MANUSCRITAS OU IMPRESSAS
Preces utilizadas para proteção, como correntes. Podem ser colocadas em ‘breves’ (saquinhos de pano) e usadas no pescoço ou bolso.

EPITÁFIO Inscrição nas lápides tumulares ou sobre monumentos. Prática que remonta aos tempos do antigo Egito, quando as características do morto eram escritas em sua lápide. Mais tarde, os latinos lhe deram forma literária, acrescentando elogios ao falecido.

CORREIO SENTIMENTAL
Espécie de carta amorosa em versos, feita sob encomenda. Apresenta dobraduras e desenhos simbólicos. Há quem coloque junto ao envelope, folhas de malva, simbolizando a esperança e perfumando o conteúdo.

CORREIO GALANTE
Praticado nas quermesses festivas (religiosas e juninas), tipo correio ou telegrama, podendo ou não ser versificado. Em algumas localidades, como Flores da Cunha, Nova Pádua, Farroupilha e Viamão, essa tradição ainda se mantém vigente.

VERSOS DE PEDITÓRIO
São formas poéticas populares (quadrinhas) entregues nas residências por garis, jornaleiros, entre outros, quando as festas natalinas estão próximas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário